“Eu Rezo Pelo Papa”: Comunidade Shalom lança Campanha de Oração pelo Papa Francisco

FORTALEZA, 13 Fev. 14 / 12:48 pm (ACI).- Respondendo ao constate pedido do Santo Padre, “Rezem por mim”, especialmente no comovente gesto na inauguração do seu pontificado quando inclinou-se e pediu que em silêncio aos presentes na Praça de São Pedro para que rezassem por ele, a Comunidade Católica Shalom mobiliza nas redees sociais uma campanha de oração pelo Santo Padre com o nome: “Eu Rezo Pelo Papa”.

A Fanpage  criada   no dia 3 de fevereiro já conta com mais de  9 mil curtidas até a conclusão deste texto. Na página, os participantes declaram que rezam pelo  papa e oferecem terços, missas e outras devoções como intercessão pelos trabalhos do pontífice.

Para aderir basta rezar por Francisco e publicar o conteúdo no Facebook, Twitter, Instagram com a hashtag #EuRezoPeloPapa. As hashtags também estão disponíveis em mais outras seis línguas: inglês: #IprayForthePope, italiano: #IoPregoPerIlPapa, espanhol: #YoRezoporElPapa, húngaro: #Pápáértimádkozok, francês: #jepriepourlepape, alemão: #IchbetefürdenPapst.

“Queremos motivar as pessoas a rezarem pelo Papa. É uma forma de apoiá-lo em sua missão. Esta é uma iniciativa voltada para todos aqueles que gostam de Francisco”, explicou João Edson Queiroz, membro do Conselho Geral do Shalom e um dos responsáveis pela iniciativa. Ainda segundo Queiroz a meta é que até o final do mês a página chegue a 20 mil seguidores.

Faz parte da história da Comunidade Católica Shalom o amor, zelo, obediência e intercessão pelos Papas. Foi aos pés do Beato João Paulo II, durante uma celebração eucarística, que Moysés Azevedo, fundador da instituição, ofereceu sua vida pela evangelização dos jovens em 9 de julho de 1980.

Durante o anúncio da renúncia do bispo emérito de Roma, Bento XVI, a comunidade encontrava-se em Retiro de carnaval no ginásio Paulo Sarate, ocasião em que já começaram a rezar pelo novo papa.

Durante o período da Sé Vacante foi orientado para os membros da instituição um tempo especial de oração pela eleição do novo Papa que viria ser o cardeal Bergoglio.

“Rezar pelo papa e suas intenções é um dever nosso como cristão, como ovelhas que são guiadas pelo seu pastoreio”, disse João Edson.

Campanha “Eu Rezo Pelo Papa”.

(http://www.acidigital.com/noticia.php?id=26694)

Eu rezo pelo Papa: campanha de oração pelo Papa Francisco

Eu rezo pelo Papa: campanha de oração pelo Papa Francisco é lançada nas redes sociais
Utilizando # em sete línguas, o convite suscitou adesões de múltiplas possibilidades

Por Emanuele Sales

FORTALEZA, 12 de Fevereiro de 2014 (Zenit.org) – “Eu rezo pelo Papa” é o título da campanha que tem mobilizado intercessores do Papa Francisco nas redes sociais. O objetivo é corresponder ao pedido feito por Jorge Mario Bergoglio em 13 de março do ano passado, quando foi eleito pontífice: “Rezem por mim”.

O convite suscitou adesões de múltiplas possibilidades. Na página no Facebook, há quem oferece oração em forma de pequenos sacrifícios, como a abstinência de chocolate por um período.  Já outros adeptos da campanha prometem rezar novenas, rosários e terços. Há também quem decide lembrar-se do Papa e ofertar-lhe ações cotidianas, como o serviço a Deus e atos de amor ao próximo.

“Essas pequenas coisas se tornam extraordinárias quando colocamos amor e fazemos pensando em ajudar alguém, em apoiar a missão de fazer o bem”, afirma Antonio Marcos Farias, que promete rezar o Angelus pelas intenções do Papa Francisco.

A página www.facebook.com/eurezopelopapa foi lançada no domingo (9), por iniciativa da Comunidade Católica Shalom.  Para aderir basta rezar pelo pontífice e publicar o conteúdo no Facebook, Twitter, Instagram com a hashtag  #EuRezoPeloPapa.  As hashtags também estão disponíveis em mais seis línguas: inglês: #IprayForthePope, italiano: #IoPregoPerIlPapa, espanhol: #YoRezoporElPapa, húngaro: #Pápáértimádkozok, francês: #jepriepourlepape, alemão: #IchbetefürdenPapst.

(Agência Zenit)

CNBB e Cáritas lançam campanha para apoio emergencial às Filipinas

Informações bancárias para ajudar o povo filipino

Por Redacao

BRASíLIA, 20 de Novembro de 2013 (Zenit.org) – Em consonância com a campanha emergencial lançada pela Caritas Internationalis ao povo filipino, a Rede Cáritas Brasileira e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançam uma campanha emergencial de arrecadação de recursos em solidariedade aos afetados pelo supertufão ‘Haiyan’ que devastou o arquipélago filipino na última sexta-feira (8).

De acordo com o governo local 3.976 pessoas foram mortas, 2.582 feridas e 82 estão desaparecidas. Os números podem ainda subir, pois, de acordo com relatório enviado pela Cáritas Filipinas, as operações de busca continuam e as comunicações estão se reestabelecendo. Em Tacloban, cidade localizada na ilha de Leyte, as tempestades provocaram ondas de até nove metros de altura e número de vítimas pode chegar a 1.200 , com 95 % da cidade  destruída.

Ainda conforme o relatório, um total de 6.937.229 pessoas teriam sido afetadas em 39 províncias. Deste número, cerca de 286.433 estão em centros de evacuação, enquanto 305.298 optam por ficar fora desses centros.

A Rede Cáritas Internacional está em pleno processo de mobilização. A Cáritas Filipinas e a igrela local, por meio das dioceses e das paróquias das áreas mais afetadas, estão arrecadando e distribuindo alimentos. Em breve, 18 mil tendas serão distribuidas para abrigos temporários.

Os recursos arrecadados pela campanha emergencial no Brasil serão destinados à Cáritas Filipinas que serão revertidos, nesse primeiro momento, em utensílios de primeira necessidade como comida, água potável e produtos de higiene pessoal. Após esta primeira etapa, os recursos serão destinados para apoiar a reconstrução do país.

Você pode contribuir com o povo filipino.

Banco do Brasil
Agência: 3475-4
Conta Corrente: 29368-7

Caixa Econômica Federal
Agência: 1041
Conta Corrente: 832-0
Operação: 003

Bradesco
Agência: 0606
Conta Corrente: 66000-0

Para DOC e TED, o CNJP da Cáritas Brasileira é 33654419/0001-16

Da cidade de Tacloban, Rey Barnido, membro da Cáritas Filipinas que está presente no local atingido informou que “o hospital regioanal está superlotado de pacientes que precisam de ajuda. Existem mortos por todas as partes. Não há água e nem energia. Os voluntários estão trabalhando para amenizar essa situação. É como se tivessem lançado bombas nucleares.”

Equipes de Cáritas chegam a Leyte de barco

Uma equipe da Cáritas Filipinas e membros da Caritas Internationalis presentes na região chegaram nesta segunda-feira (11) a ilha de Leyte para avaliar as necessidades mais urgentes. A Cáritas está no local para a avaliação de danos em várias dioceses pertencentes da Arquidiocese de Palo (em Leyte), a Borongan (em Samar Oriental), ao Vicariato Apostólico de Calapan e a São José Mindoro.

Água potável, produtos de higiene e limpeza, alimentos, remédios e abrigos, são, segundo o governo filipino, as prioridades imediatas, assim como a retirada dos escombros e o restabelecimento das comunidades.

A Cáritas está coordenando seus esforços de ajuda com a colaboração das dioceses próximas com capacidade para fornecer os suprimentos de emergência.

(Fonte: Agência Zenit)

Campanha de assinaturas para pedir a Obama que não ataque a Síria

MADRI, 03 Set. 13 / 01:55 pm (ACI/EWTN Noticias).- A organização espanhola HazteOír organizou uma campanha para recolher assinaturas para pedir ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que não comece um bombardeio contra a Síria, destruindo “cidades cheias de pessoas inocentes”.

“A guerra contra a Síria seria a primeira guerra promovida por um prêmio Nobel da Paz. Recorde isso agora mesmo a Obama. Talvez este dado lhe faça refletir. Talvez a soberba que acompanha a tantos homens públicos se dissolva ao recordar que tem uma obrigação com a Humanidade como prêmio Nobel da Paz”, denunciou a organização com sede na Espanha.

HazteOír advertiu que ” temos somente 3 dias” para deter o presidente dos Estados Unidos em sua intenção de atacar a Síria, evitando “que se converta em outro político sanguinário”.

“Segundo The Washington Post, serão dois dias de morte e destruição. Outras fontes assinalam que a operação não poderá durar menos de 10 dias. Imagina o que deve ser viver em uma cidade bombardeada com semelhante armamento horas e horas, dia e noite? E para que?”.

A organização indicou também que cada um dos mísseis que o presidente dos Estados Unidos lançará sobre a população síria custa um milhão de euros (ao redor de 1,3 milhões de dólares).

“Quantas coisas positivas poderiam fazer-se com as centenas de milhões de euros que vão se utilizar para massacrar a população síria!”, criticou.

A mensagem, que será enviada à Casa Branca com todas as assinaturas, pede a Obama que “não bombardeie a Síria, que renuncie à guerra. E caso comece realmente com a guerra, que devolva o Nobel da Paz imediatamente”.

O Patriarca católico da Babilônia dos caldeus, Louis Sako, assegurou que uma intervenção militar liderada pelos Estados Unidos contra a Síria seria “uma catástrofe. Seria como fazer explodir um vulcão com uma explosão destinada a arrasar o Iraque, o Líbano e a Palestina”.

Em suas palavras prévias à oração do Ângelus, ontem na Praça de São Pedro, o Papa Francisco convocou para este sábado 7 de setembro um dia de jejum e oração pela paz na Síria, Meio Oriente e no mundo.

“No dia 7 de setembro, na Praça de São Pedro, aqui, das 19h até as 24h, nos reuniremos em oração e em espírito de penitência para invocar de Deus este grande dom para a amada nação síria e para todas as situações de conflito e de violência no mundo”, disse o Santo Padre, assegurando que ” a humanidade precisa ver gestos de paz e escutar palavras de esperança e de paz!”.

Para assinar a mensagem pedindo a Barack Obama que não bombardeie a população Síria, pode ingressar em: http://hazteoir.org/alerta/53080-se-or-obama-no-otra-matanza-siria

(Fonte: ACI Digital)

Apresenta a sua Família ao Papa Francisco

Apresenta a sua Família ao Papa Francisco, novo concurso do Vaticano

ROMA, 04 Set. 13 (ACI/EWTN Noticias) .- O Pontifício Conselho para a Família do Vaticano lançou um concurso no que poderão participar os mais novos da casa. Para isso devem desenhar as suas famílias e enviar os desenhos ao Papa. Os desenhos ganhadores serão apresentados ao Papa Francisco durante a Peregrinação das Famílias ao Túmulo de Pedro em Roma, nos dias 26 e 27 de outubro deste ano.

O Pontifício Concílio para a Família da Santa Sé lançou esta convocatória a todas as crianças entre 3 e 11 anos de idade, para que enviem até o dia 30 de setembro desenhos de sua família em uma folha A4/letter em formato eletrônico indicando seu nome, idade e lugar de procedência.

Os desenhos ganhadores também serão publicados nos jornais locais, “IL Giornalino” e “G-Beby” e projetados durante as atividades da peregrinação.

O correio eletrônico para enviar os desenhos é: roma2013@family.va

(Fonte: Agência Zenit)