JMJ lança o DVD Papa Francisco no Brasil – A Santa Missa

Em breve, serão lançados outros dois DVDs da JMJ: um documentário das histórias de peregrinos, voluntários., e outro dos principais momentos e discursos

Por Redacao

RIO DE JANEIRO, 13 de Novembro de 2013 (Zenit.org) – A JMJ Rio2013 lança o DVD “Papa Francisco no Brasil – A Santa Missa” com venda nas principais lojas do País. O DVD traz a missa celebrada pelo Papa Francisco no encerramento da JMJ Rio2013 na Praia de Copacabana. Este filme destaca as principais músicas, que foram interpretadas nesta grandiosa cerimônia.

Em breve, serão lançados outros dois DVDs da JMJ: um documentário do diretor Cacá Diegues, Rio de fé, que mostra a Jornada por meio de histórias de peregrinos, voluntários, famílias de acolhida, e outro que mostra os principais momentos da visita e discursos do Papa Francisco no Rio, produzido pela Globo.

Sobre o DVD “Papa Francisco no Brasil – A Santa Missa”

Naquele domingo, o mundo estava de olho nas areias da Praia de Copacabana. As imagens transmitidas ao vivo mostravam 3,7 milhões de fiéis que acompanhavam atentamente o Papa Francisco. Era a missa de encerramento da primeira viagem internacional do primeiro Papa latino-americano. Um evento cheio de ineditismo. E, portanto, simbólico. A imprensa mundial transmitia ao vivo os detalhes do principal evento da JMJ Rio2013. Francisco fez um apelo aos jovens: que levassem ao mundo a palavra de Deus.

Esse DVD contém o registro dessa missa histórica. São quase duas horas de imagens surpreendentes. E mostra, com cenas aéreas inéditas, desde a saída do Papa Francisco da residência onde estava hospedado no alto do Sumaré, até a multidão de fiéis que lotaram Copacabana. Além da íntegra da missa, o DVD contém nos extras as músicas da Jornada Mundial da Juventude, o making of com depoimento de pessoas que trabalharam na organização do evento como Marco Mazzola, responsável pela direção geral, e padres e cantores que entoaram as músicas da missa. Também é possível conferir clipes exclusivos, que agora são lançados pela MZA Music / Sony Music.

Mas o ponto alto deste DVD se concentra mesmo na Missa de Envio. Naquele dia 28, o Papa começou o último dia de Jornada na Praia de Copacabana. Ele se dirigiu aos jovens e pediu mais participação. As palavras, os cânticos e até os momentos de silêncio comoveram os peregrinos como mostram as imagens. Surpreendentemente, depois de dias de chuva e frio, o sol apareceu para a missa de encerramento. A multidão deu à cidade do Rio de Janeiro uma cena inédita: 3,7 milhões de fiéis nas areias e ruas, segundo estimativa da organização. Uma lembrança inesquecível para Francisco, que viu tudo do alto ao ser trazido para o Forte de Copacabana de helicóptero. E que em seguida, pode sentir de perto a manifestação de fé de pessoas de todo o mundo ao percorrer o trajeto de papamóvel até o altar.

Outro momento, registrado neste DVD, foi a palavra do arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, ao fazer um agradecimento emocionado ao Papa: “Sentimos que segunda-feira irá faltar alguém muito importante e próximo de nós, alguém que nos fez muito feliz e se aproximou de cada um com as suas palavras e seus gestos”. Em seguida, o Papa se dirigiu aos jovens e pediu mais participação.

As imagens também mostram a presidente Dilma Rousseff com colegas de outros países, como a presidente da Argentina, na primeira fila daquela multidão que acompanhava a missa. Por tudo isso, esse DVD passa a ser um documento único para católicos e também de seguidores de outras religiões. É o registro de um dos principais momentos de manifestação de fé do povo brasileiro de todos os tempos.

(Fonte: Agência Zenit)

JMJ Rio 2013: agora é o momento mais importante para aprofundar esse acontecimento

Dom Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro, reflete sobre a JMJ e a atualidade

Por Dom Orani Tempesta, O.Cist.

RIO DE JANEIRO, 20 de Setembro de 2013 (Zenit.org) – São muitas iniciativas que ocorrem desde que tivemos aqui no Rio de Janeiro a Jornada Mundial da Juventude. Na realidade, agora é que começamos a escutar a maioria das experiências e ouvir os ecos desse evento que mudou muitos paradigmas de nossa missão evangelizadora.

Para a mídia em geral, o evento já faz parte do passado, e exceto algumas notícias pontuais, não faz mais parte de suas preocupações maiores. Faz parte de nosso tempo de consumismo, descartável rápido. Mas de nossa parte, na realidade, agora é o momento mais importante para um aprofundamento dos acontecimentos.

Como Maria nós guardamos as ações e sinais de Deus em nossas vidas, em nossos corações, ou seja, em nossa mente – para saborear, aprofundar, rever, agradecer. A Primavera que iniciamos nos dá os sinais de que, após os “invernos” da vida e da história, inexoravelmente ocorre a primavera com sua mensagem de um novo nascimento. São sinais daquilo que celebramos de maneira plena na Páscoa: Jesus Ressuscitou! E nós O anunciamos a todos os povos.

Tenho participado de muitos encontros em que as experiências acabam sendo colocadas em comum, juntamente com o agradecimento a Deus por esse momento por nós vivido.

São muitos aspectos que seriam importantes aprofundar e refletir. Aos poucos iremos ecoando cada um deles. Nesta semana tivemos o testemunho de clubes de serviços e de empresa com preocupação ecológica. Dias atrás foram os militares e as forças armadas que deram seu testemunho. Cada dia no encontro com os padres tanto da Arquidiocese como das Dioceses do Regional, visitantes de outras cidades ou mesmo através da comunicação virtual os testemunhos são marcantes. Diga-se isso também das paróquias e vicariatos que se reúnem para momentos de ação de graças, testemunhos, partilhas.

A CNBB, através da Comissão Episcopal para a Juventude, ficou encarregada de organizar os passos seguintes à realização da JMJ. Assim como fez com a organização da peregrinação dos símbolos da Jornada: a cruz e o ícone de Nossa Senhora. Os encontros começam a acontecer, assim como a missão de dinamizar ainda mais o Setor Juventude.

Em nossa arquidiocese, um dos legados prometidos pela organização da JMJ foi a criação de um Instituto da Juventude, em termos e pessoas ainda em estudos. Foram muitos os legados e por isso necessitamos disso para levar adiante essa memória e cultivar as soluções para os novos desafios que sempre ocorrem. Foi um sinal de Deus muito importante e necessitamos continuar cultivando aquilo que foi colocado no coração e na vida de tantas pessoas.

Os outros legados: social, ecológico, cultural, humano, cívico e, principalmente religioso, também deverão aparecer melhor a cada dia no aprofundamento da reflexão. Aliás, se fôssemos recolher tantos testemunhos que chegam ou que expressam teríamos muitos volumes de livros publicados, que seriam para crescimento humano e espiritual das pessoas de boa vontade hoje e amanhã.

E isso não quer dizer que tudo tenha ocorrido bem e sem problemas. Tivemos e temos muita coisa a resolver ainda. Mas a ação de Deus superou toda a expectativa. Foi um investimento impagável para a vida de um povo, principalmente do jovem. As estatísticas de presença da Igreja no país retratam um pouco os dons que vivemos nesses dias e agora começamos a meditar em suas consequências.

O diálogo ecumênico e inter-religioso que foi aprofundado e que clama por mais passos também faz parte desse trabalho. Louvamos a Deus pelos frutos e pedimos que Ele continue nos conduzindo pelos caminhos do diálogo

Muitos comentaristas também estão dizendo que os gestos e os pronunciamentos do Papa Francisco seriam a primeira encíclica propriamente dele em seu pontificado de primeiro papa latino- americano da história. Para nós da América Latina foi também uma bela atualização e interpretação do Documento de Aparecida, principalmente em seus discursos aos Bispos do Brasil e do CELAM.

O acolhimento pelas famílias e paróquias, juntamente com a alegria de quem foi acolhido, a presença e o testemunho dos jovens pelas ruas, avenidas, locais de alimentação, nos transportes e nas celebrações, e a presença alegre e sorridente do Papa Francisco marcam de maneira esplendorosa a JMJ Rio 2013. Sobre esses assuntos, precisaremos nos debruçar com muito afinco e carinho. São preciosidades que necessitamos que venham à tona e nos ajudem a viver ainda mais intensamente a nossa vida e testemunho cristãos nestes tempos de tantas crises, violências, guerras e transformações.

Teremos ainda muitos passos a dar. Que, como Maria, estejamos sempre atentos aos sinais dos tempos e nos coloquemos à escuta do Senhor que nos chama a uma grande missão no mundo de hoje: “Ide e fazei discípulos entre todas as nações”. A JMJ ainda está continuando a dar seus frutos nos corações das pessoas e na Igreja no Brasil.

† Orani João Tempesta, O. Cist.

Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

(Fonte: Agência Zenit)

45 jovens da JMJ Rio 2013 pedem refúgio

RIO DE JANEIRO, 26 Ago. 13 / 02:00 pm (ACI/EWTN Noticias).- Cinco peregrinos que participaram da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Rio de Janeiro, presidida pelo Papa Francisco, pediram às autoridades do Brasil que sejam considerados como “refugiados”, confirmou o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

Os jovens chegados do Paquistão, Serra Leoa e República Democrática do Congo elevaram esta solicitude alegando que em seus países sofrem “perseguição” e “ameaças” por professar a fé católica.

Segundo ACNUR, a arquidiocese do Rio de Janeiro recebeu 40 solicitações para intermediar nos processos de refúgio e a arquidiocese de São Paulo outras cinco.

Os pedidos deverão ser analisados agora pelo Comitê Nacional de Refugiados (CONARE), organismo dependente do Ministério de Justiça do Brasil.

Os jovens são “assistidos, alojados e alimentados” de forma provisória por voluntários católicos e autoridades municipais.

(Fonte: ACI Digital)

Os jovens de hoje não são tão superficiais como se diz

“Os jovens de hoje não são tão superficiais como se diz deles”, Papa Bento XVI no Youcat
Apresentação do livro “Inquietações de uma alma”, de Jerônimo Lauricio, grande pioneiro na divulgação do YOUCAT no Brasil

Por Thácio Lincon Soares de Siqueira

BRASíLIA, 27 de Agosto de 2013 (Zenit.org) – Corria a Jornada Mundial da Juventude Rio2013. A alma inquieta por tudo o que Deus inspirava naqueles dias. Acompanhado de muitos peregrinos, paradoxalmente, era possível também experimentar o silêncio; silêncio, porém, diferente, preenchido por Cristo, pelas palavras do Papa, pelos testemunhos que se recebia a cada momento; tudo isso criava um ambiente muito propício para formular perguntas profundas no coração. O espírito sentia-se atraído às mais altas e puras montanhas da fé e cresciam com isso as “inquietações da alma”.

Certo dia, a fome já se fazia sentir quando procurei tranquilizá-la em um restaurante ali mesmo na orla de Copacabana. Encontrei-o quase vazio – ilusão de poucos minutos, já que uma multidão de mais de três milhões de jovens começava a sentir o mesmo que eu.

Foi aí, nesse restaurante, que escutei um “bom dia”, seguido do meu nome. Vinha de um rapaz educado, alegre, muito simpático, que irradiava uma fé límpida e profunda. E repetiu o meu nome, pois tinha me reconhecido pela foto do facebook. Vinha acompanhado de um jovem estrangeiro voluntário na JMJ. Sentamos na mesma mesa e começamos a conversar, enquanto esperávamos os nosso pedidos, que de fato, demorou…

Aquele era mais um dos tantos amigos que fazia na JMJ, pensei. Porém, ao final do almoço ganhei de presente um livro que iria registrar de modo especial aquele encontro. O nome do livro: “Inquietações de uma alma” e o autor, Jerônimo Laurício. Até dedicatória recebi.

Me surpreendi pelo título e que Jerônimo Laurício era esse jovem e simpático rapaz que tinha almoçado comigo, autor do livro e do presente que acabava de receber. Chamou-me a atenção tudo isso porque o título do livro era como uma resposta providencial de leitura para o que se vivia na JMJ: “Inquietações de uma alma”.

Bernhard Meuser, jornalista alemão, conhecido escritor católico na área de Espiritualidade, coautor e editor chefe do YOUCAT escreveu o prefácio da obra. Bernhard agradece “de coração ao meu amigo Jerônimo pelo gigantesco trabalho pioneiro na divulgação do YOUCAT no Brasil”, além de que “Seu próprio livro é o testemunho de uma grande alma e de uma mente afiada.”

“Inquietações de uma alma, entre a sabedoria da pergunta e o silêncio inteligente”, é mais do que um simples livro, porque pode se tornar um excelente exercício de reflexão pessoal, no silêncio, mas, não só no silêncio, em um “silêncio inteligente”.

Trata-se de 22 cartas escritas para o leitor. De forma progressiva, cada capítulo termina com o exercício desse “silêncio inteligente”, suscitando na alma questionamentos profundos e existenciais que convidam a ir à águas mais profundas, respeitando o tempo do espírito, quase de forma imperceptível.

“Diante de tantos recursos tão rápidos e eficientes neste universo da comunicação, corremos o risco de deixar nossa ‘amiga cartinha’ no porão das nossas relações”, escreve Jerônimo na primeira carta intitulada “O homem como uma pergunta”. Como dizia Platão: “Uma vida não questionada não merece ser vivida”.

Cada uma dessas cartas traz uma marca do Papa emérito Bento XVI, por meio de um texto selecionado do pontífice, porque “para perguntas últimas só cabem respostas últimas” e como dizia o Papa Bento, e citado na obra de Jerônimo na primeira carta: “Não nos cansemos na busca da Verdade. Ao contrário, permaneçamos a caminho como os grandes que ao longo da história lutaram e procuraram, com as suas respostas e com suas inquietações pela Verdade. E eles compreenderam e nos ensinaram que ela está semper para além de cada resposta individual.”

Fica aí uma sugestão para os nossos leitores, “Inquietações de uma alma”, Jerônimo Lauricio, editora Palavra e Prece, pode ser adquirido pelo site: www.palavraeprece.com.br

(Fonte: Agência Zenit)

Participantes da JMJ Rio2013 receberão indulgência

VATICANO, 09 Jul. 13 / 01:08 pm (ACI).- O Vaticano divulgou a promulgação do decreto no qual o Papa Francisco concede indulgência aos participantes da Jornada Mundial da Juventude Rio2013, assinado dia 2 de julho pela Penitenciaria Apostólica.

De acordo com o texto, a indulgência pode ser recebida por todos os que participarem da JMJ, inclusive por aqueles que por algum motivo legítimo não possam assistir ao evento e o façam espiritualmente. Esta graça supõe, além disso, as condições habituais: confissão sacramental, comunhão eucarística eoração pelas intenções do Papa.

Segundo o decreto, a Indulgência parcial será concedida aos fiéis, onde quer que se encontrem durante a Jornada, que rezarem fervorosamente pelas intenções do Papa Francisco, concluindo com a oração oficial da JMJ Rio2013. Os fiéis devem invocar a Santa Virgem Maria, Rainha do Brasil, sob o título de “Nossa Senhora da Conceição Aparecida”, bem como aos outros patronos e intercessores da Jornada, além de se confessar e comungar.

Confira o decreto na íntegra:

 PENITENCIARIA APOSTÓLICA

RIO DE JANEIRO

DECRETO

Concede-se o dom das Indulgências por ocasião da “XXVIII” Jornada Mundial das Juventude”, que será celebrada no Rio de Janeiro durante o corrente Ano da Fé.

O Santo Padre Francisco, desejando que os jovens, em união com os fins espirituais do Ano da Fé, convocado pelo Papa Bento XVI, possam obter os frutos esperados de santificação da “XXVIII Jornada Mundial da Juventude, que se celebrará de 22 a 29 do próximo mês de Julho, no Rio de Janeiro, e que terá por tema: “Ide e fazei discípulos por todas as nações (cfr Mt 28, 19)”, na Audiência concedida no passado 3 de Junho ao subscrito Cardeal Penitenciário-mor, manifestando o coração materno da Igreja, do Tesouro das satisfações de Nosso Senhor Jesus Cristo, da Beatíssima Virgem Maria e de todos os Santos, estabeleceu que todos os jovens e todos os fiéis devidamente preparados pudessem usufruir do dom das Indulgências como determinado:

a.- concede-se a Indulgência plenária, obtenível uma vez por dia mediante as seguintes condições (confissão sacramental, comunhão eucarística e oração segundo as intenções do Sumo Pontífice) e ainda aplicável a modo de sufrágio pela almas dos fiéis defuntos, pelos fiéis verdadeiramente arrependidos e contritos, que devotamente participem nos ritos sagrados e exercícios de piedade que terão lugar no Rio de Janeiro.

Os fiéis legitimamente impedidos, poderão obter a Indulgência plenária desde que, cumprindo as comuns condições espirituais, sacramentais e de oração, com o propósito de filial submissão ao Romano Pontífice, participem espiritualmente nas sagradas funções nos dias determinados, desde que sigam estes ritos e exercícios piedosos enquanto se desenrolam, através da televisão e da rádio ou, sempre que com a devida devoção, através dos novos meios de comunicação social;

b.- concede-se a Indulgência parcial aos fiéis, onde quer que se encontrem durante o mencionado encontro, sempre que, pelo menos com alma contrita, elevem fervorosamente orações a Deus, concluindo com a oração oficial da Jornada Mundial da Juventude, e devotas invocações à Santa Virgem Maria, Rainha do Brasil, sob o título de “Nossa Senhora da Conceição Aparecida”, bem como aos outros Patronos e Intercessores do mesmo encontro, de modo a que estimulem os jovens a se fortalecerem na fé e a caminharem na santidade.

Para que os fiéis possam mais facilmente participarem destes dons celestes, os sacerdotes, legitimamente aprovados para ouvir confissões sacramentais, com ânimo pronto e generoso se prestem a acolhê-las e proponham aos fiéis orações públicas, pelo bom êxito desta “Jornada Mundial da Juventude”.

O presente Decreto tem validade para este encontro. Não obstante qualquer disposição contrária.

Dado em Roma, na Sede da Penitenciaria Apostolica, no dia 24 de Junho do ano do Senhor de 2013, na solenidade de São João Batista

Manuel Card. Monteiro de Castro

Penitenciário-mor

 Mons. Krzysztof Nykiel

Regente

 L. + S.

Prot. N. 297/13/I

Inscrições para a JMJ Rio2013 foram abertas

Papa é o primeiro inscrito

Nesta terça-feira, 28 de agosto, foram abertas as inscrições para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013).

papa bento xvi.jpg
“Espero poder encontrar-vos na próxima
Jornada Mundial da Juventude,
no Rio de Janeiro” (Bento XVI)

Para poder participar bem da Jornada (que deverá acontecer entre os dias 23 e 28 de julho de 2013) é necessário ter o corpo preparado para uma peregrinação e um coração aberto para as maravilhas que Deus tem reservado para cada peregrino.

Os participantes deverão participar de catequeses, testemunhos, partilhas, exemplos de amor ao próximo e à Igreja, festivais de música e atividades culturais. Portanto, deverá ser um encontro de corações que creem, corações abertos, movidos por uma mesma Fé e uma mesma Esperança, tendo a certeza de que aquele convívio que anima e fortalece as almas é possível, mesmo na diversidade.

Encontro marcado com o Papa

Aquele que será, ao mesmo tempo, peregrino e anfitrião foi também o primeiro a fazer sua inscrição: Sua Santidade o Papa Bento XVI inscreveu-se, logo pela manhã, no Portal Oficial da JMJ Rio2013.

Ele mesmo, Bento XVI, que, ao final da Jornada de Madri, em 2011, na missa de encerramento, quando foi anunciado que o Rio seria a cidade-sede da próxima JMJ, disse: “Peçamos ao Senhor, desde já, que assista com a sua força quantos hão-de pô-la em marcha e aplane o caminho para os jovens do mundo inteiro para que possam voltar a reunir-se com o Papa naquela bonita cidade brasileira.”

“Espero poder encontrar-vos daqui a dois anos, na próxima Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, Brasil. Até lá, rezemos uns pelos outros, dando testemunho da alegria que brota de viver enraizados e edificados em Cristo. Até breve, queridos jovens! Que Deus vos abençoe!”. (JSG)

Fonte: Gaudium Press

Preparando a JMJ 2013

Cartas de Dom Eduardo Pinheiro dirigida aos párocos brasileiros BRASILIA, quarta-feira, 02 de Maio de 2012 (ZENIT.org) – No site da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude (CEPJ) da CNBB, www.jovensconectados.com.br pode-se encontrar a cada mês uma carta de Dom Eduardo Pinheiro dirigida a todos os párocos do Brasil. Dom Eduardo é o atual Presidente da CEPJ.

O objetivo das cartas de Dom Eduardo é motivar todos os párocos do Brasil na evangelização dos jovens, à luz da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio 2013. Os leigos também estão convidados a imprimir essas cartas e levá-las ao seu pároco, caso ele não tenha conhecimento.

Para ter acesso às cartas pode-se acessar: http://www.jovensconectados.org.br/noticias/noticia/1465-as-cartas-de-dom-eduardo

Fonte: Agência ZENIT

Jornada Mundial da Juventude Rio 2013

Jovens do mundo inteiro, o Rio de Janeiro lhes espera, como o Cristo Redentor Breve entrevista com Dom Orani Tempesta Por Thácio Siqueira

APARECIDA, sexta-feira, 20 de Abril de 2012 (ZENIT.org) –Poucos minutinhos antes da Coletiva de Imprensa da AG dos Bispos em Aparecida, nesta Sexta-Feira, Dom Orani Tempesta, Arcebispo do Rio de Janeiro, concedeu uma rápida entrevista telefônica para ZENIT, na qual convida os jovens do Mundo inteiro a se preparem para a Jornada Mundial da Juventude com o coração aberto e alegre.

Publicamos a seguir:

A juventude Católica Brasileira está se preparando para a JMJ?

Sem dúvida! Está se preparando com muita alegria! É só vermos o sucesso que está tendo o Bote Fé em todo o Brasil, as mobilizações, a peregrinação da Cruz, a quantidade imensa de testemunhos bonitos que nos estão chegando… A partir de Julho se abrirão as inscrições para a Jornada e começaremos a preparar toda a Juventude de uma forma mais orgânica, com a união de todas as dioceses, para começar a recolher os frutos do que se tem feito até agora e para focar para o que ainda está por vir.

E além do mais, no Rio de Janeiro é tempo de oração agora para que a Juventude viva melhor a Jornada. O Rio está fazendo vigílias de oração com a Juventude e convidando todos a fazerem o mesmo, rezando pela Jornada.

Qual o espaço concedido aos temas da Juventude nas discussões da Assembléia Geral?

Teremos toda uma manhã para tratar os temas da juventude, do Bote Fé e da Jornada, mas também em vários momentos, documentos e intervenções a JMJ está sendo sempre citada e contemplada.

Qual a mensagem que Dom Orani gostaria de enviar para todos os jovens do mundo que estão se preparando para a JMJ?

Jovens do mundo inteiro, o Rio de Janeiro lhes espera, como o Cristo Redentor, de braços abertos! Que todos venham com espírito de peregrinação e romaria para uma experiência de Cristo junto com o Papa na JMJ do Rio de Janeiro do 23 ao 28 de Julho de 2013.

Fonte: Agência ZENIT